• ASPGERS há 27 anos defendendo os direitos de seus associados.          
  • Friedrich Nietzsche: 'Eu não sei o que quero [ser], mas sei muito bem o que não quero [me tornar].   
 
Notícias OUTROS ARTIGOS
30º ANIVERSÁRIO DA ASPGERS
(19-12-2017)

Há exatos trinta anos atrás, no dia 18 de dezembro de 1987, era fundada a Associação dos Servidores da Procuradoria-Geral do Estado. Éramos bem poucos, 17 servidores para sermos precisos. A democracia engatinhava, após mais de vinte anos de ditadura civil-militar, assim como a retomada dos movimentos sociais, associativos e sindicais, principalmente para os servidores públicos. Estava sendo gestada uma nova Constituição, que viria a ser promulgada no ano seguinte, 1988. É bom lembrar que, ainda sob o advento da Constituição de 1967/1969, aos servidores era defeso a greve. Mas os novos tempos estavam chegando. Os direitos e garantias individuais e sociais da Nova Constituição abririam as portas para uma efetiva representação de todos os trabalhadores, públicos e privados, sem controles do Estado.

Assim nasceu a ASPGE/RS. Servidores de cargo de provimento efetivo necessitavam de uma entidade que defendesse seus direitos e buscassem melhores condições de trabalho. Esse era o espírito. Tem esta Entidade o objetivo de unir seus associados no esforço por respeito político aos seus direitos e interesses, bem como estabelecer-se em uníssono com demais entidades, que se insiram no contexto como organização social, para somar ânimo na defesa de serviço público honesto e de boa qualidade.

Muitas conquistas foram alcançadas ao longo desses trinta anos. Muitos reconhecem o esforço da entidade, outros fingem que ela não existe. Mas estamos vivos, mais do que nunca, e continuaremos por mais outros 30 anos.

Sofremos igualmente, por conta de governos incompetentes e comprometidos apenas com o capital, perdas em nossos direitos. Atualmente, vivemos o pior momento para o serviço público, com governos, em todos os níveis, determinados a destruir o serviço público e, em consequência os servidores públicos. Planos de carreira, garantias, aposentadorias, enfim, todo o arcabouço jurídico de pessoal está ameaçado por uma política mofada neo-liberal, amparada por uma mídia corporativista, sem compromisso com a

verdade, mas apenas com o capital financeiro. A correlação de forças é desigual, porém a resistência tem sido intensa e algumas batalhas vencemos.

A ASPGE/RS tem participado dessa resistência, somos uma entidade com mais de 250 associados, sempre buscando o diálogo, o entendimento e o respeito, mas com firmeza e identidade própria.

No aniversário de 30 anos da ASPGE/RS nosso dever é buscar a unidade, a luta pela manutenção de nossas conquistas e, acima de tudo, combater o autoritarismo, a disseminação do ódio. A sociedade brasileira, denuncia-se escravocrata ao dividir-se em classes hierárquicas, ao não querer enxergar a igualdade nem o direito à liberdade. Desse divisionismo autoritário obviamente decorrem o desprezo aos valores morais e a violência.

Para encerrar faço uso das palavras de um texto magistral da nossa colega Élia Amaral, colega esta que representa esses 30 anos de existência da nossa entidade, publicado em nosso site, acerca do autoritarismo social. Diz a nossa companheira Élia:

... Quem se sente em posição elevada dá-se a prerrogativa de invadir a essencialidade do Outro, de exigir adaptação às suas idiossincrasias e ‘autoridade’, eximindo-se da responsabilidade pelas consequências desse comportamento, isso é, pelo adoecimento físico e social do Outro. E a corroborar esse estado de coisas está a mídia, velocíssima, que desorganiza a capacidade de discernimento das pessoas, de tal modo que estas perdem a percepção da totalidade. Os avanços científicos e a ‘democracia’ não contribuem para o desenvolvimento humano, ao contrário, como bem refere Humberto Eco, anda-se a passo de caranguejo, isso é, para trás.

O autoritarismo social é uma prática destrutiva que afronta o ambiente, deforma a liberdade, a democracia e fomenta a violência.


Parabéns a todos nós, vida longa a ASPGE/RS.

Sergio Silveira Serpa

Diretor-Presidente

   
   
voltar
 
 
     
 
 
     
  ASPGE RS - ASSOCIACAO DOS SERVIDORES DA PROCURADORIA GERAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Rua dos Andradas, 943 - conjunto: 1303 - Porto Alegre- RS CEP 90020-005